Autoficção: Notas

Duas síndromes pós-modernas:
Síndrome do Impostor, a eterna sensação de ser uma fraude prestes a ser desmascarado
Uma cujo nome esqueci, mas que se refere a quando você fala de um projeto e falar dele emite ao seu cérebro a ideia de que a tarefa já foi cumprida, logo você perde o estímulo e o projeto morre.
“Pra que serve executar projetos, se o projeto, em si, já é fruição suficiente?”, Baudelaire, em O Spleen de Paris.

por Thais Lancman

Regra e Contrário

“Quando surgiram as primeiras análises da geração Y, acho que foi na época em que o filme A Rede Social (aquele do Facebook) foi lançado, eu não senti que me identificava. Devia, por conta da idade, mas não me via como um daqueles jovens recém formados ou no fim da faculdade, querendo não apenas um trabalho, mas algo que realizasse, desse tesão.”

por Thais Lancman